Home / Ficção / 4 Caminhos para Escrever um Grande Romance

4 Caminhos para Escrever um Grande Romance

Antes de tudo quero enfatizar algo que todos precisam saber: “Se dê permissão para escrever mal”
A maior parte dos escritores trabalham em dois diferentes modos:
*Modo Criativo
Nesse modo você tem permissão para escrever coisas diferentes que podem dar certo ou não. Não deve se esperar que muito do que você escreve dessa forma seja bom.
*Modo Edição
Agora seu objetivo é arrumar a bagunça feita no modo criativo. Analise o que você escreveu, reconheça as partes boas, e jogue fora o que for ruim.
Não tente trabalhar nos dois modos ao mesmo tempo, pois é isso que muita vezes causa o bloqueio criativo. Você precisa escrever primeiro, para depois editar.
Sempre escreva o primeiro rascunho no modo criativo. Seu trabalho é deixar a última versão excelente, não importa quão ruim foi a primeira.

Com isso em mente, vamos ver as 4 principais forma que grandes escritores usam para fazer seu trabalho. Você provavelmente se identificará com algum deles. Se quiser testar todos para saber qual mais lhe agrada vá em frente.

1 – Escrevendo sem planejamento ou edição
Nesse você se senta com alguns fragmentos de história em mente e vai até onde seus dedos te levarem. Muitas vezes, quando se escreve desse jeito até você se surpreende com as reviravoltas da história, pois ela vai tomando vida.
Quando se escreve desse jeito o trabalho de edição será grande: alguns personagens terão que ser repensados, algumas parte do enredo parecerão erradas.
É a maneira preferida de escritores como Stephen King e Jerry Jenkins.

2 – Edite conforme você escreve
Nesse caso você escreve livremente uma cena, então volta e edita aquela cena antes de ir para a próxima.
O arriscado dessa técnica é que, como você não sabe para onde a história vai, muitas vezes você pode gastas muito tempo editando para chegar ao final e não se sentir satisfeito com ela. E se isso acontecer você provavelmente terá que usar a criatividade para mudar algumas partes, porque você já colocou esforço demais ali para jogar tudo fora.
Dean Koontz usa essa técnica e funciona maravilhosamente com ele.

3 – Planejando um pouco, escrevendo um pouco
Esses escritores costumam ter algo em mente antes de começar a escrever: o background dos personagens, a estrutura da história, uma sinopse ou lista de cenas, mas sem muitos detalhes. Então quando começam a escrever eles tomam as outras decisões.
A vantagem desse método é que você começa a escrever já com alguma confiança de que a história vai funcionar.
Porém, ao usar esse método você não pode ter medo de ter que mudar seu planejamento, caso algo no meio do caminho não funcione tão bem quanto planejado.
Esse é o método de escrita do autor Randy Ingermanson.

4 – Esboçando antes de escrever
Alguns escritores não conseguem começar a escrever até que tenham planejado a história toda. O planejamento de um romance de 400 páginas pode ter de 20 a 50 páginas, pois esses escritores planejam cada possível furo na história e corrigem antes de começar o primeiro rascunho. Assim, quando o fazem, a história já está lá e tudo que precisam fazer é digitar as palavras. Esse primeiro rascunho muitas vezes já está muito próximo da versão final.
O problema dessa forma é que o planejamento geralmente é orientado para o enredo, e não para os personagens. Se essa for sua forma de escrever, também planeje muito bem os personagens para não correr o risco de ter que tentar encaixá-los no enredo e transforma-los em personagens bidimensionais.
Robert Ludlum escreve por esse método. Você pode notar que algumas de suas histórias são extremamente complexas e intrincadas, mas ele quase nunca deixa nada escapar.

Nenhum desses caminhos é melhor que outro. Encontre o que mais combina com você, que te dá mais prazer ao escrever.

Compartilhe!
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Sobre Carolina

Carolina
Apaixonada por livros, estudante de Letras e escritora em treinamento.

Check Also

cena-de-no-coracao-do-mar-1449022541269_956x500

A razão para escolher um protagonista

Na maior parte do tempo, os escritores não escolhem um protagonista, mas o protagonista nos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Menu Title