Home / Ficção / FUN e as necessidades do leitor

FUN e as necessidades do leitor

Hoje eu resolvi falar um pouco mais sobre os leitores, aquelas pessoas que nós precisamos agradar, afinal, são eles quem vão comprar nossos livros.
O escritor Alfie Thompson escreveu um livro sobre eles, “Writing For The Reader: Creating the Magic that Creates Fans” onde eles debate a importância de pensar no público e o que esse público quer.

Segundo ele, os leitores leem por F.U.N. (fun é diversão em inglês).

– Familiar
Seus leitores querem algo similar ao que eles gostam. Claro que eles querem algo diferente, senão apenas leriam o mesmo livro várias vezes, mas eles querem algo dentro do padrão que eles gostam.
Se eles gostam de livros românticos e de repente um assassino com uma serra elétrica aparece na história, isso definitivamente vai desagradar seu leitor. Seja criativo, mas não fuja das expectativas do leitor.

– Universal
Emoções são universais e por isso seu leitor deve poder ler sobre a Grécia Antiga, seres alienígenas ou elfos e se identificar com os personagens. Eles querem personagens que eles possam entender. Que sejam autênticos, que pareçam reais.

– Necessidade
O leitor tem quatro necessidades emocionais básicas que ele quer suprir quando pega um livro para ler. Suprir essas necessidades significa se conectar com a audiência – e vender mais livros.

Basicamente, todas as pessoas tem 4 necessidade emocionais que tentam suprir em tudo que eles ESCOLHEM fazer. Entende-las é muito importante para um escritor.
1 – Necessidade de aprender e experimentar coisas novas
Pessoas não leem livros para verem pessoas normais fazendo coisas normais. Eles vivem isso todos os dias e quando abrem um livro querem experimentar coisas novas.
Há basicamente duas formas de se fazer isso. Uma é colocando personagens heroicos em situações comuns. Outra é colocando personagens comuns em situações inusitadas.

2 – Necessidade de se conectar com outra pessoa
C. S. Lewis disse uma vez que “Amizade nasce naquele momento em que um pessoa diz para outra: ‘O que?! Você também? Achei que eu era o único!'”
E você quer que o seu leitor sinta isso com relação aos personagens. E como fazer seu leitor ter essa identificação com o personagem? Emoção e lógica.
Emoção é uma linguagem universal. Todos sentimos as mesmas coisas, e essas emoções precisam ser coerentes com a situação. O que nos faz diferente é como respondemos a essas emoções e é aí que a lógica precisa entrar. O personagem não precisa reagir as emoções da mesma forma que o leitor reagiria, mas precisa fazer isso de uma maneira que faça sentido. Se a resposta do personagem não for lógica de alguma forma, você perde o laço com o leitor

3 – Necessidade de resolução de conflito
A vida real é cheia de conflitos que nós nunca poderemos resolver. Não faça isso no seu livro. O leitor quer ver que ao menos no livro as coisas podem ser resolvidas.
Isso não significa dar um final feliz a todos os livros, mas uma resolução, mesmo que desagradável.

4 – Necessidade de realização e de respostas
Ficção popular é basicamente sobre realização. É sobre ver os problemas dos personagens se resolvendo satisfatoriamente – como não acontece no mundo real. E é isso que vende.
E você precisa responder todas as perguntas que você lançou sobre o leitor. Um livro ou filme de investigação em que o assassino não é descoberto no final é a receita para frustrar seu leitor.

Mantenha sempre esses ponto em mente, e nunca se esqueça que seu leitor é importante! É para ele que você escreve.

Compartilhe!
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Sobre Carolina

Carolina
Apaixonada por livros, estudante de Letras e escritora em treinamento.

Check Also

cena-de-no-coracao-do-mar-1449022541269_956x500

A razão para escolher um protagonista

Na maior parte do tempo, os escritores não escolhem um protagonista, mas o protagonista nos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Menu Title