Home / Poesia / Como Escrever Poemas Melhores

Como Escrever Poemas Melhores

Quer escrever poemas melhores? Por que não tentar uma técnica diferente para se tornar um poeta melhor? Pare de tentar escrever melhores poemas.

Como a maior parte da boa poesia vem de um lugar profundo no subconsciente, julgar seus poemas pode ser problemático. Se você está preocupado que a sua poesia não é forte, que suas metáforas são vacilantes, que ninguém estará interessado se o seu assunto importa, então você está cortando as asas de seu poema, ao mesmo tempo que você está pedindo-lhe que voe.

Aqui está uma forma de escrita que funciona para alguns poetas. Sinta-se livre para expandir e alterar o que quiser para atender às suas próprias necessidades de escrita!


1. Para escrever melhor poemas, desligue a parte de seu cérebro que está consciente do que outros leitores possam pensar de sua poesia. Deixe seu subconsciente fazer a escrita. Não corra atrás das palavras que você quer escrever; em vez disso, siga as palavras como elas vêm de dentro de você. Não censure, adivinhe, ou hesite. Basta abrir a sua mente para que ela possa fazer conexões que você não pode ver conscientemente.

Uma maneira de “desligar o crítico interno” é definir uma intenção antes de se sentar para escrever. Respire profunda e suavemente algumas vezes e diga a si mesmo que você está aberto para o que a sua mente está prestes a fazer. Conscientemente permita que o seu subconsciente a assuma. Siga para onde a sua musa levá-lo – mesmo se acabar uma bagunça, truncada, desajeitada, e sem foco. Abrace essa falta de controle como parte do processo.


2. Depois de ter feito esse brainstorming de seu poema, coloque tudo de lado por um tempo. Não se apresse na criação de uma obra-prima. Como boa comida, boa escrita leva tempo. Quando o seu poema ficar em silêncio por um tempo, os seus vários sabores vão se misturar e se recombinar em novas formas. Você abre seu poema a novos níveis quando você o deixa sozinho por um tempo.

(No entanto, se você estiver preocupado em perder o “fogo” por trás de seu poema, inicie as revisões de imediato. Você pode sempre deixar de lado o poema revisto por um tempo e voltar a ele mais tarde.)


3. Finalmente, depois de ter tomado o tempo que você precisa para obter um pouco de perspectiva sobre sua própria escrita, volte para o seu poema com o seu “chapéu de edição” ligado. Como o ato criativo é gerador e o ato de edição é crítico, isso pode ajudar a quebrar esses dois processos separados e enfrentá-los um de cada vez. Edite com cuidado e sem julgar sua própria criatividade. Ao criticar a sua própria escrita, sempre se esforce para ser o editor generoso e sensível que você seria para outra pessoa.

Às vezes, escrever melhores poemas não é uma questão de aprender mais técnica ou pensar mais. É uma questão de NÃO pensar. Cave fundo para deixar o seu subconsciente escrever alguma coisa, e sua poesia vai crescer.


Traduzido de “Writer’s Relief”

Compartilhe!
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Sobre Carolina

Carolina
Apaixonada por livros, estudante de Letras e escritora em treinamento.

Check Also

ideia escrevendo balão

Tendo Ideias – parte 2

Como prometido, mais alguns exercícios para ajudar com as ideias para o seu livro. Veja ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Menu Title