Home / Ficção / Flashbacks

Flashbacks

Como já discutimos no post “7 Ferramentas Narrativas”, um flashback é uma cena (ou conjunto de cenas) que mostra o que aconteceu antes da história. Você pode usar exatamente as mesmas técnicas que usa em toda a narração – ação, diálogo, emoções interiores, monólogo interior e descrições. A única diferença são os dois pontos de transição. Vamos agora nos aprofundar um pouco mais em algumas dicas para fazer um bom flashback.


Um flashback só deve ser usado quando você tem uma real necessidade de mostrar algo da história passada de um personagem.
Outras opções para mostrar o que aconteceu antes da história também estão disponíveis: você pode usar um sumário narrativo, o personagem pode contar sua história para outro através de um diálogo, outro personagem pode encontrar evidências, como um diário.
Quando escolher pelo uso do flashback tenha em mente alguns preceitos:
– o flashback deve ser de um passado bem anterior à história, senão você poderia ter simplesmente começado a história um pouco antes.
– os leitores não vão se importar com a história do personagem até se importar com o personagem, então espere para usá-lo só quando o leitor já tiver criado laços com o personagem.


Quando você tiver certeza que usar um flashback é mesmo a decisão correta, existe uma ordem de como fazê-lo sem errar:
1 – Faça uma referência explicita a memória.
Você pode usar por exemplo frases como “O cheiro de tabaco o fez lembrar da mesma conferência, há um ano atrás.”
2 – Imediatamente comece a nova cena, usando um tempo verbal diferente do que usou antes.
Poderíamos por exemplo continuar a cena anterior com “Você estava andando de um lado para o outro sob uma árvore, verificando seu relógio a cada 5 segundos, aguardando pelo encontro que havia marcado.”
3 – Depois de terminar a cena no passado, volte para o mesmo tempo verbal que estava utilizando.
“Agora, um ano depois, ele está de volta, fumando os mesmos charutos.”


Voltando para a história
1 – Se possível, tente voltar pelo mesmo dispositivo sensorial que você usou para entrar.
2 – Traga o leitor para o presente com uma referência ao tempo.


E se possível seja criativo no processo. Como na série Harry Potter, onde existe um dispositivo que guarda as lembranças, e que é usado para transmitir as memórias do Dumbledore e do Snape para o personagem do ponto de vista.

Compartilhe!
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Sobre Carolina

Carolina
Apaixonada por livros, estudante de Letras e escritora em treinamento.

Check Also

Little-Men-Tommy-Banks-768x509

8 dicas para escrever personagens crianças

Com sua mistura fascinante de inocência, estado de alerta, egoísmo, e idealismo, personagens infantis pode ...

Um comentário

  1. Joebson Oliveira

    Querida Carolina!

    Gratidão por seu artigo!!! Nos ajudou muito.
    Parabéns.

    Felicidades

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Menu Title