Home / Ficção / Erros mais comuns: como não usar rótulos de falas e marcadores de ação

Erros mais comuns: como não usar rótulos de falas e marcadores de ação

Não prejudique a graciosidade dos diálogos dos seus personagens com erros de pontuação ou estilo. Vamos dar uma olhada em dois meios de indicar locutor e variar o ritmo do discurso: os rótulos de fala e os marcadores de ação.

O rótulo de fala (ou tag) é a forma mais básica e consiste no nome do falante e um verbo relacionado a fala (disse, perguntou, gritou).

Examplo: – Eu te disse para não arremessar esse gato em mim – disse Mike.

Como Não usar rótulo de fala

– Não use demais. É desnecessário dizer “ele disse/ ela disse” ao final de cada linha de diálogo. Se você tem apenas dois falantes, você só precisa indicar o falante depois de várias linhas. Se você tiver vários falantes, intercale suas tags de diálogo com seus marcadores de ação.

– Não varie o verbo muito frequentemente.
“Disse” é o verbo mais útil do discurso. É quase invisível e permite que seu diálogo permaneça em pé sem contar ao leitor como ler o diálogo. Use outros verbos (gritar, fungar, choramingar) e modificadores (rapidamente, silenciosamente, nervosamente) com moderação.

– Não use muito pouco. Em qualquer lugar que seja possível o leitor não entender quem está falando (como após um longo parágrafo narrativo), indique quem é o leitor na primeira oportunidade.

Os marcadores de ação são uma descrição das ações (gestos, expressões faciais ou mesmo pensamentos) que acompanham as palavras do personagem. São incluídas no mesmo parágrafo que o diálogo como uma indicação de que o personagem que está fazendo algo é o mesmo que está falando.

Exemplo: – Eu não arremessei o gato com você – Leigh agarrou um vaso de flores – mas eu vou arremessar isso!

Como Não usar marcadores de ação

– Não combine com rótulos da fala. Usados juntos, eles são quase sempre repetições. Quando em dúvida, corte a tag de fala em favor do marcador de ação, uma vez que o marcador de ação oferece mais oportunidade para caracterização.

– Não use apenas para identificar o falante. Se a única razão para inserir um marcador de ação é identificar o falante, é provavelmente melhor usar um rótulo de fala. Marcadores de ação precisam servir para mover a história para frente e avançar a caracterização; eles não podem existir apenas para ocupar seu personagem.

– Não permita que interrompam seu diálogo. Um marcador de ação em cada linha do seu diálogo vai cortar o ritmo do diálogo e destruir a fluidez da conversação.

Se você conseguir acabar com esses pequenos erros nos seus diálogos você vai não apenas fortalecer as conversações dos seus personagens, mas também vai se mostrar um profissional.

Compartilhe!
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Sobre Carolina

Carolina
Apaixonada por livros, estudante de Letras e escritora em treinamento.

Check Also

Little-Men-Tommy-Banks-768x509

8 dicas para escrever personagens crianças

Com sua mistura fascinante de inocência, estado de alerta, egoísmo, e idealismo, personagens infantis pode ...

Um comentário

  1. Diogo Gravena

    Gostei muito da dica! Parabéns pelo site!
    Estarei aqui sempre que tiver alguma dúvida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Menu Title