Home / Leituras / [Lendo como Escritor] Os Luminares

[Lendo como Escritor] Os Luminares

A dica de leitura de hoje para os futuros escritores é o livro “Os Luminares” de Eleanor Catton. Vencedora do prêmio Man Booker Prize em 2013, foi a escritora mais jovem a ganhar o prêmio e fez por merecer. Durante mais de 800 páginas (880 em português) a escritora desenvolve uma história fantástica e intrigante que prende o leitor à cada capítulo.
O livro trata da corrida do ouro na Nova Zelândia, mas mais do que isso também é uma história de mistério e investigação. O livro começa com a chegada de Walter Moody no cidade de Hokitika, para prospectar ouro. Logo ao chegar ao hotel ele se depara com 12 homens, muito distintos entre si – europeus, chineses, um maori – reunidos na sala de estar do hotel em completo silêncio. Ao começar a conversar com eles, Moody descobre que eles estão reunidos para trocar informações sobre estranhos acontecimentos que ocorreram na cidade – um homem morreu, outro desapareceu, ouro desapareceu de um lugar, apareceu em outro. E é aí que começamos a ver o brilhantismo da escritora, pois ela nos leva à uma viagem de flashbacks e narrações de fatos passados intercalados com o momento da reunião de uma forma totalmente clara e interessante.
Impossibilitado de largar o livro o leitor é então levado por centenas de páginas às narrações de todos esses 12 homens, cada um com um pedaço da história, cada um com sua versão. Esses pedaços porém podem ser montados com uma facilidade, como se fosse uma narrativa linear, porém muito mais imersiva. Conhecemos assim esses 12 homens, cujo envolvimento nos fatos é apenas periférico, e através de seus diferentes pontos de vista, também conhecemos os suspeitos.
Após essa reunião, que compõe mais da metade do livros, os fatos continuam a se desenrolar, a investigação prossegue, e os flashbacks continuam presentes, contando a história das personagens envolvidos: histórias que nenhum dos 12 homens reunidos no hotel sabiam. A narrativa então se desenrola entre passado e presente, até que o mistério nos é desvendado.
Minha única ressalva com relação ao livro é a estrutura do final. Próximo ao final do livro podemos desvendar o mistério através dos fatos que vimos pelo ponto de vista das personagens. Ainda assim a escritora gasta algumas dezenas de páginas para explicar ao leitor mais distraído alguns detalhes que ao meu ver foram desnecessários.
Ainda assim o livro é maravilhoso. Leitura ótima, para todos escritores que querem uma forma criativa de trabalhar com ponto de vista e flashbacks, ou apenas uma leitura intrigante para o feriado. Recomendado a todos.

Compartilhe!
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Sobre Carolina

Carolina
Apaixonada por livros, estudante de Letras e escritora em treinamento.

Check Also

livros

Nova coluna: Lendo como escritor

A coisa mais importante para ser um escritor é ler muito! Por mais que existam ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Menu Title